Home >> Artigos

5º Domingo da Quaresma ano A

Irmã Luciana Márcia - mnsg

 

Cantando: Eu vim para que todos tenham vida, que todos tenham vida plenamente.

 Invocação ao Espírito Santo

 Vinde, ó Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis.

Acendei neles o fogo do vosso amor, enviai o vosso Espírito,
E tudo será criado e renovareis a face da terra.
Doce, doce Espírito Santo, exemplo quero ser da mãe do meu senhor.
Doce, doce Espírito Santo, fazei também de mim, morada do senhor.
Como um sacrário vivo levando o amor, revelando coisas que eu não
Sei, mistérios do grande autor, se eu conhecer, por nada eu trocarei.
Se eu conhecer por nada eu trocarei.
Se eu conhecer por nada eu trocarei.

Leitura do Texto - João 11,1- 45 (ler na Bíblia)

Olhando para o texto

O texto apresenta Jesus, Lázaro, Marta e Maria, os judeus e os discípulos. Os três irmãos eram amigos íntimos de Jesus e em sua casa havia sempre espaço para Ele. O texto fala da doença e morte de Lázaro, o desespero das duas irmãs diante da morte, a chegada de Jesus, o diálogo angustiado de Marta com Jesus, o choro de Jesus diante do amigo morto e a reanimação de Lázaro.

Meditando - O que o texto diz para mim?

Trata-se de um texto profundo que narra a presença de Jesus na vida e morte de Lázaro. No Evangelho deste domingo Jesus é contundente, toca ao cerne humana com suas palavras: "Eu sou a Ressurreição e a Vida" (v.5). Trata-se de um caminho que nos possibilita dar sentido a nossa própria vida: Jesus é a Vida. Jesus desfaz o conceito de morte conhecido pelo ser humano e surpreende os presentes quando afirma: "teu irmão ressuscitará" (v.23). Sua autoridade e firmeza mostram aos seus amigos que Ele de fato É. Ele nos concede o dom da vida, mostrando que nem nós mesmos temos o direito de revoga-la. A vida pertence a Deus! Abro um parêntese para fazer memória do momento em que Jesus chama os discípulos de amigos: "Não vos chamo servos, mas amigos" (Jo 9, 15). Jesus deseja ter uma relação profunda de reciprocidade, amizade, fidelidade e afeto. Para quem entende o lugar de Jesus em sua vida e coloca-O como centro, não há morte, mas a passagem de uma dimensão da vida para outra, vida plena e eterna. É um caminho, uma escolha para ser realizada todos os dias: seguir Jesus e sua proposta de vida. O discípulo amigo de Jesus deve ocupar de suas ocupações e fazer seu o projeto de Jesus. Em um momento de dor Marta chama por Jesus, e Ele faz-se presente. Talvez aos olhos humanos sua presença tenha sido um pouco tarde, entretanto, não se trata do nosso tempo, mas do tempo de Deus. Jesus chora diante da morte do amigo e faz-se solidário à dor do outro, elevando então uma prece: "Pai, eu te dou graças porque me ouviste, sei que sempre me escutas" (vv.41-42). Após esta prece dirige-se a Lázaro e ele acorda e se levanta. Jesus reanimou Lázaro, e isto é diferente de ressuscitar. Quando Jesus ressuscitou suas faixas haviam ficado no túmulo e seu corpo tornou-se glorioso, mas Lázaro continuou com seu corpo físico, saindo enrolado, pois ainda necessita de suas vestes humanas. Neste tempo quaresmal, tempo difícil que estamos passando de pandemia, somos convidados a entender que a fé em Jesus traz a esperança da ressurreição e da vida plena. Jesus cura o ser humano definitivamente. Ele é o Messias, o Filho de Deus, e para Ele não há limites. Seu amor é incondicional, é promessa que vai além da morte. Os amigos de Jesus são convidados a caminhar de forma progressiva para entender dia após dia sua salvação. Jesus sempre chama para a vida. Vida que se torna possível quando entendemos que o próprio Cristo é a Vida. Ele é a Vida! Ele chama Lázaro e a cada um de nós pelo nome nos encorajando: "levanta-te e anda". Jesus fala como aquele que sabe a preciosidade do prosseguir e não desanimar. Somos animados pela promessa do amor de Deus que perpassa os nossos limites. É um Evangelho de confiança na Vida Eterna. Pelo Batismo escolhemos a vida e nos tornamos filhos da Luz. O nome Lázaro significa "Deus ajuda". Assim como Deus ajudou Lázaro, ajuda também cada um de nós a trilharmos o caminho do bem, a desamarrar-nos das faixas que nos prendem, a nos levantar e prosseguir até que venha a passagem desta vida para vida plenificada em Deus. 

Oração - O que o texto me leva a falar com Deus?

Apresento a Jesus minha oração pessoal, agradeço...louvo... peço por todas as vítimas do covid 19... rezemos por todos os profissionais da saúde que se doam pelo próximo, sobretudo nesse tempo de pandemia...silencio meu coração para que a Palavra de Deus ecoe dentro de mim.

Salmo 129/130
Das profundezas eu clamo a vós, Senhor
escutai a minha voz!
Vossos ouvidos estejam bem atentos
ao clamor da minha prece!

Se levardes em conta nossas faltas,
quem haverá de subsistir?
Mas em vós se encontra o perdão,
eu vos temo e em vós espero.

No Senhor ponho a minha esperança
espero em sua palavra.
minh'alma espera no Senhor
mais que o vigia pela aurora.

Espere Israel pelo Senhor,
pois no Senhor se encontra toda graça
e copiosa redenção.
Ele vem libertar a Israel
de toda a sua culpa.

 Contemplação - ação

Iluminada pela Palavra de Jesus, o que posso fazer de concreto em minha vida pessoal? Quando é que posso ter mais confiança em Jesus? Que túmulo me aprisiona? Que faixas me impedem de caminhar? Que atitudes concretas vou assumir nesta quinta semana da quaresma, nesse tempo que estamos vivendo de pandemia?  Instante de silêncio para assumir meu compromisso.

Bênção

O Senhor nos abençoe e nos guarde! O Senhor nos mostre seu rosto brilhante e tenha piedade de nós! O Senhor nos mostre seu rosto e nos conceda a paz! (Nm 6, 24-27)

Abençoe-nos Deus amoroso e misericordiosos, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

 

Ir Luciana Márcia da Silva, mnsg

lumnsg@gmail.com



+ Leitura Orante


Instituto Nossa Senhora das Graças

Irmãs Gracianas

Por Maria tudo ao Salvador!

FAÇA SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Copyrights © MMXVI Irmãs Gracianas | Produzido e Hospedado por Actio Comunicação | Template by W3layouts | Acessar webmail