Home >> Artigos

O amor solidário e cheio de compaixão

Ir. Luana



LC 10, 25-37


 

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Coloquemo-nos sob a luz do Espírito de Deus, para que nos ajude a rezar melhor a Palavra de Deus.

Santo Espírito de Deus, vinde sobre mim, sobre minha casa e sobre todos nós.

Que a Vossa Luz Divina nos ilumine, retirando de nós toda a raiva e toda a escuridão.

Vós, que sois a alma da Igreja, vinde e renovai, a fim de que ela seja sempre testemunha do Teu Reino de Amor.

Vossa força nos ajude nos momentos em que a fraqueza quiser ocupar espaço em nossas vidas.

Espírito Santo, que em Pentecostes manifestaste o poder de Deus, derrame sobre nós os vossos dons.

Ajudai-nos a viver a Paz do Senhor nos seus caminhos e permanecer conosco.

Santo Espírito Criador, criai em nós um amor grande e forte ao Pai e que nada possa apagar essa chama.

Espírito da verdade, manifestai em nós o desejo de conhecer, propagar e viver a Palavra do Senhor.

Que ela cresça em nosso coração e dê muitos frutos!

Espírito Santo, guia-nos sempre e nunca vos distancie de nós. Amém.

 

1º - Leitura

O que o texto diz?

Leio e releio o texto de Lc 10, 25-37.

 

E eis que um especialista da Lei se levantou e, para pôr Jesus à prova, lhe disse: "Mestre, o que devo fazer para herdar a vida eterna?" Jesus lhe respondeu: "O que está escrito na Lei? Como é que você lê?" Ele respondeu: "Ame o Senhor seu Deus com todo o seu coração, com toda a sua alma, com toda a sua força, com toda a sua mente, e ao seu próximo como a si mesmo". Jesus disse: "Você respondeu certo. Pratique isso, e você viverá".

Mas ele, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: "E quem é o meu próximo?" Jesus respondeu: "Certo homem descia de Jerusalém para Jericó. Caiu nas mãos de assaltantes, que lhe tiraram a roupa, o espancaram e foram embora, deixando-o quase morto. Por coincidência, um sacerdote descia por esse caminho: ele o viu e passou pelo outro lado. Do mesmo modo um levita que chegou a esse lugar: viu e passou pelo outro lado. Mas um certo samaritano, que estava viajando, chegou junto dele, viu e se encheu de compaixão. Aproximou-se dele e tratou suas feridas, derramando nelas óleo e vinho. Então colocou o homem em seu próprio animal e o levou a uma pensão, onde cuidou dele. No dia seguinte, tirou duas moedas de prata, deu-as ao dono da pensão e disse: Cuide dele. Quando eu voltar, lhe pagarei o que você tiver gasto a mais. Qual dos três, na sua opinião, foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos assaltantes? Ele respondeu: "Aquele que o tratou com misericórdia". E Jesus lhe disse: "Vá, e faça você também a mesma coisa".

 

A princípio o texto relata um diálogo entre um especialista em leis e Jesus. A intenção do especialista é provocar Jesus, porém ao fazer isso, Jesus o ensinou e nos ensinou quem é o nosso próximo. Contudo, não basta saber, é preciso despertar em nós a compaixão, a bondade, a misericórdia e assim podermos agir como o samaritano.

 

2º - Meditação

O que Deus está me falando?

Ao ler e reler o texto, tomo nota da palavra ou frase que mais me chamou a atenção.

A parábola do Samaritano é muito rica e desperta em nós o desejo de se fazer próximo a quem se aproxima de nós. Nos leva a meditar nas atitudes, gestos e palavras dos personagens bíblicos e ao mesmo tempo refletir as nossas atitudes diante do outro. A atitude do Samaritano é de gratuidade, ajudar sem esperar nada em troca. Somos chamados a ser gratuitos e solidários. Entretanto, corremos o risco de termos as mesmas atitudes de indiferença que o levita e o sacerdote tiveram. Diante disso, estou realmente sendo sensível ao meu próximo que clama por ajuda? Estou me deixando afetar por seu sofrimento?

A palavra proximidade neste texto bíblico nos chama atenção para o fato de que se não chegarmos perto, não veremos e nem sentiremos compaixão. A distância não nos deixa afetar pelos gemidos e pelos pedidos de ajuda que nem sempre se traduz em palavras. Aproximar-se é atitude de quem quer tomar conhecimento da situação e ajudar. Como está minha proximidade diante das injustiças, misérias e violências que acontecem no meu bairro, na vizinhança, na minha família, no meu ambiente de trabalho? Tomo nota? Busco ajuda? Denuncio? Ou fico só rezando, indiferente e fofocando de longe?

 

3º Oração

O que o texto me faz dizer a Deus?

Através desta oração de Benjamim Buelta, peço a Deus que acorde em mim as reservas de bondade e compaixão para com o meu próximo.

Move meus pés ruma à vida solidária

O paralítico imóvel em sua cadeira de roda.

No sorriso do cego que tateia as paredes

Brilham para mim todas as cores que minha tristeza não via.

O mudo com seu silêncio poda minha tagarelice

De respostas ao cliente e aprofunda minha companhia.

O autista fechado em seu silêncio de ausências

Põe a girar minha ternura que busca encontrar sua porta.

Seres quebrados e amputados onde a debilidade de Deus

Ao encarnar-se em sua ferida salva o fraco e salva o forte.

 

4 - Oração

Qual o meu novo olhar? A partir da Palavra.

Para que essa leitura orante continue em minha vida e sendo fonte de luz divina para o meu próximo, preciso ser solidária (o), compassiva (o) e misericordiosa (o). No caminho deste mundo, em que percorro, preciso me tornar uma samaritana, um samaritano na vida de quem se encontrar caído e machucado.

 

BÊNÇÃO

O Senhor nos abençoe e nos guarde. Amém.

O Senhor mostre para nós a sua face. Amém.

O Senhor nos dê a sua paz. Amém.

Abençoe-nos Deus bondoso e misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.



+ Leitura Orante


Instituto Nossa Senhora das Graças

Irmãs Gracianas

Por Maria tudo ao Salvador!

FAÇA SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Copyrights © MMXVI Irmãs Gracianas | Produzido e Hospedado por Actio Comunicação | Template by W3layouts | Acessar webmail