Home >> Artigos

Pra sempre....

Ir. Aparecida Mendes

Evangelho - Mc 10,2-16


Naquele tempo: 2 Alguns fariseus se aproximaram de Jesus. Para pô-lo à prova, perguntaram se era permitido ao homem divorciar-se de sua mulher. 3 Jesus perguntou: 'O que Moisés vos ordenou?' 4 Os fariseus responderam: 'Moisés permitiu escrever uma certidão de divórcio e despedi-la'. 5 Jesus então disse: 'Foi por causa da dureza do vosso coração que Moisés vos escreveu este mandamento. 6 No entanto, desde o começo da criação, Deus os fez homem e mulher. 7 Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e os dois serão uma só carne. 8 Assim, já não são dois, mas uma só carne. 9 Portanto, o que Deus uniu, o homem não separe!' 10 Em casa, os discípulos fizeram, novamente, perguntas sobre o mesmo assunto. 11 Jesus respondeu: 'Quem se divorciar de sua mulher e casar com outra, cometerá adultério contra a primeira. 12 E se a mulher se divorciar de seu marido e casar com outro, cometerá adultério'. 13 Depois disso, traziam crianças para que Jesus as tocasse. Mas os discípulos as repreendiam. 14 Vendo isso, Jesus se aborreceu e disse: 'Deixai vir a mim as crianças. Não as proibais, porque o Reino de Deus é dos que são como elas. 15 Em verdade vos digo: quem não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele'. 16 Ele abraçava as crianças e as abençoava, impondo-lhes as mãos.

Palavra da salvação


Além do questionamento sobre o matrimônio, percebemos nesse debate uma realidade muito enraizada naquele tempo: O privilégio do homem sobre a mulher e a falta de igualdade e deveres entre eles.

 

Colocando-me na presença do Espírito Santo:

Ó Espírito Santo de Deus, eu vos peço neste momento os vossos sete dons, para que eu possa ouvir e escutar a Palavra que liberta, e emana toda força da verdade e do amor que vem de Deus. Que o mesmo Espírito que conduziu toda vida e missão de Jesus, possa me conduzir neste momento em que me debrucei na verdade da palavra para fazer a minha oração. Momento único. Ajuda-me a perceber toda a tua grandeza e a tua presença em mim. Sopra o teu Espírito dentro de minha alma para que eu sinta o meu interior fortalecido com a tua presença, dia após dia amém.

 

1 - O que diz o texto?

 

A cada homem e mulher Deus o presenteou com o dom da vida. Deus a todos o dom da vocação, plena liberdade de escolha nos vários caminhos que aparecem ao longo da caminhada. Os que se casam, iniciam juntos uma vida nova que devem percorrer na companhia de Deus. É o próprio Senhor que os chama para que cheguem a Ele por esse caminho, pois o matrimônio é uma autêntica vocação sobrenatural. Sacramento grande em Cristo e na Igreja (Ef.5,32), diz São Paulo; sinal sagrado que santifica, ação de Jesus que se apossa da alma dos que se casam e os convida a segui-lo, transformando toda a vida matrimonial num caminhar divino sobre a terra.

 

2 - O que o texto diz para mim?

A fidelidade de Deus é constante. Se crermos em Sua Palavra e agimos com fé sobre a mesma, não iremos reclamar sobre os desafios, dificuldades que aparecem em nossas vidas, mas andaremos com plena confiança por que Ele é sempre fiel. Toda nossa fidelidade é recompensada por Deus. A mesma deve ser incondicional, acima de qualquer circunstância. A fé o amor faz com que Deus trasnsforme o pior de nossas vidas em obras maravilhosas.

 

3 - O que a Palavra me leva a experimentar?

Em verdade vos digo quem não receber o reino de Deus como uma criança, não entrará nele. Nas coisas mais simples ou talvez insignificante aos olhos humanos está o sinal de Deus. São tantas oportunidades que Deus nos dá. Ele faz maravilhas em nosso favor, caminha conosco nos revela o seu amor e bondade infinita.

 

4 - Oração final

A certeza de sermos amados por Deus enche-nos de alegria. O amor humano encontra sua plenitude quando participa do amor divino, do amor de Jesus que se entrega solidariamente por nós em seu amor pleno até o fim (Jo 13,1; 15,9). O amor conjugal é a doação recíproca entre um homem e uma mulher, os esposos: é fiel até a morte e fecundo, aberto à vida e à educação dos filhos, assemelhando-se ao amor fecundo do próprio Deus.  O amor conjugal é assumido no sacramento do matrimônio para significar a união de Cristo com sua Igreja. Por isso, na graça de Jesus Cristo ele encontra sua purificação, alimento e plenitude. Senhor Jesus, que os casais cristãos compreendam a profundidade de sua união, obra do próprio Deus. Amém

 

 



+ Leitura Orante


Instituto Nossa Senhora das Graças

Irmãs Gracianas

Por Maria tudo ao Salvador!

FAÇA SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Copyrights © MMXVI Irmãs Gracianas | Produzido e Hospedado por Actio Comunicação | Template by W3layouts | Acessar webmail