Home >> Artigos

"NÃO TENHAM MEDO"!

Ir. Raquel Aparecida Fialho, mnsg.

Dia 25 de junho de 2017 -  Domingo do tempo comum - Ano A

 

"NÃO TENHAM MEDO"!

 

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém!


Cantar: O nosso olhar se dirige a Jesus. O nosso olhar se mantem no Senhor.


1.  Ler (e reler) o texto de Mt 10,26-33

Naquele tempo, disse Jesus a seus apóstolos: 26"Não tenhais medo dos homens, pois nada há de encoberto que não seja revelado, e nada há de escondido que não seja conhecido. 27O que vos digo na escuridão dizei-o à luz do dia; o que escutais ao pé do ouvido, proclamai-o sobre os telhados! 28Não tenhais medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma! Pelo contrário, temei aquele que pode destruir a alma e o corpo no inferno! 29Não se vendem dois pardais por algumas moedas? No entanto, nenhum deles cai no chão sem o consentimento do vosso Pai. 30Quanto a vós, até os cabelos da vossa cabeça estão contados. 31Não tenhais medo! Vós valeis mais do que muitos pardais. 32Portanto, todo aquele que se declarar a meu favor diante dos homens, também eu me declararei em favor dele diante do meu Pai que está nos céus. 33Aquele, porém, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante do meu Pai que está nos céus.

Palavra da Salvação. Glória a vós, Senhor!


O que o texto diz?  Falar uma palavra ou frase que ficou mais forte.

Domingo passado, meditamos sobre a missão dos discípulos: Jesus chama, forma e envia com indicações precisas para a missão. O texto do Evangelho desse domingo é a continuação do discurso missionário. Jesus deixa claro para os discípulos que eles vão encontrar muitas dificuldades e adversidades no Anúncio da Boa Nova, mas, a instrução é precisa, "não tenham medo". A coragem que os discípulos são convidados a demonstrar está na certeza da presença do próprio Jesus  no meio deles. Ainda, hoje, em pleno século XXI muitos missionários são perseguidos e martirizados por testemunhar Jesus Cristo. E também, deparamos diante do desrespeito e da intolerância religiosa. Como Jesus não foi bem aceito pelas autoridades, Ele adverte aos discípulos que a missão não será fácil. Mas, coragem, vão em frente, "Eu estou com vocês". É o que estamos presenciando em nossa realidade. Tantas ganâncias, desigualdades, corrupções. E a Igreja está exercendo sua missão profética, através do testemunho, do anúncio, de declarações. Mas, infelizmente, os corruptos não estão escutando a Boa Nova, porque não querem se comprometer com o bem comum. É um absurdo um deputado, presidente, senador ganhar milhares de salários e achar que o trabalhador deve ganhar salário mínimo, sem nenhum direito. Isto clama a justiça divina.


2. Meditação: O que o texto diz para mim?

Não podemos fazer "isto ou aquilo" só porque "todo mundo faz", e, eu não quero ser tachado de antipático, quadrado, ultrapassado. Não devo ter medo de declarar a minha opção de vida. Como diz São Paulo em I Cor 6,12: "Posso fazer tudo o que quero. Mas, nem tudo me convém. Posso fazer tudo o que quero, mas não deixarei que nada me escravize".

Aonde a Palavra de Deus não for aceita, que tenhamos a coragem de permanecermos serenos; abençoar e continuar a caminhada em paz e firmeza, respeitar quem pensa diferente de nós, e, permanecer convicto da nossa fé.

 

3. Contemplação: O que a Palavra me leva a experimentar?

Deus é o criador de nossa vida e de todo o cosmos. Não podemos temer ou ter vergonha de anunciar o Evangelho do amor de Deus através do testemunho e do anúncio, com muita coragem, alegria e esperança no texto do Evangelho de hoje, Jesus fala três vezes para não termos medo. Não termos medo de dizer a verdade porque nada ficará oculto. Não ter medo das pessoas que podem matar o corpo, mas não podem tirar a vida, porque Deus é o autor de nossa própria vida, e está constantemente presente em todo lugar. Ser fiel em qualquer circunstância. Aquele(a) que testemunha o Evangelho pauta sua vida segundo os valores, nada o poderá abalar, mesmo que venha as provações, dificuldades ou doenças.


4. Oração: O que a Palavra me leva a falar com Deus?

Senhor, Deus da Paz, escutai a nossa súplica! Tentamos tantas vezes e durante tantos anos resolver os nossos conflitos com as nossas forças e também com as nossas armas; tantos momentos de hostilidade e escuridão; tanto sangue derramado; tantas vidas despedaçadas; tantas esperanças sepultadas... Mas os nossos esforços foram em vão. Agora, Senhor, ajudai-nos! Dai-nos a paz, ensinai-nos a paz, guiai-nos para a paz. Abri os nossos olhos e os nossos corações e dai-nos a coragem de dizer: «nunca mais a guerra»; «com a guerra, tudo fica destruído»! Infundi em nós a coragem de realizar gestos concretos para construir a paz. Senhor, Deus de Abraão e dos Profetas, Deus Amor que nos criastes e chamais a viver como irmãos, dai-nos a força para sermos cada dia artesãos da paz; dai-nos a capacidade de olhar com benevolência todos os irmãos que encontramos no nosso caminho. Tornai-nos disponíveis para ouvir o grito dos nossos cidadãos que nos pedem para transformar as nossas armas em instrumentos de paz, os nossos medos em confiança e as nossas tensões em perdão. Mantende acesa em nós a chama da esperança para efetuar, com paciente perseverança, opções de diálogo e reconciliação, para que vença finalmente a paz. E que do coração de toda pessoa sejam banidas estas palavras: divisão, ódio, guerra! Senhor, desarmai a língua e as mãos, renovai os corações e as mentes, para que a palavra que nos faz encontrar seja sempre «irmão», e o estilo da nossa vida se torne: shalom, paz, salam! Amém.


5.  Ação: O que a Palavra me leva a realizar?

O nosso fundador, Pe. Bruno, era conhecido como `Pe. Coragem´, pelo seu dinamismo e destemor. Antes do Concílio Vaticano II fundou uma Congregação Missionária, feminina, para estar no meio do povo.

Vamos continuar anunciando o Evangelho, mesmo diante de um mundo cheio de injustiças e violência. Temos confiança e esperança. Nada nos poderá abater porque Deus está conosco, nossa força e sustento.

 Abençoe-nos Deus todo misericordioso em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

 Canto: Vai missionário, vai evangelizar. De um jeito novo, novo jeito de amar. E fazer ressoar a Palavra de Deus, na vida do povo (Bis).

 

 



+ Leitura Orante


Instituto Nossa Senhora das Graças

Irmãs Gracianas

Por Maria tudo ao Salvador!

FAÇA SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Copyrights © MMXVI Irmãs Gracianas | Produzido e Hospedado por Actio Comunicação | Template by W3layouts | Acessar webmail