Home >> Artigos

O "Bom Pastor"

Ir. Dalva Narciso

4º DOMINGO DA PÁSCOA: Evangelho Jo 10,1-10


Invocação ao Espírito Santo

Vinde, Espírito Santo! Enchei os corações dos vossos fiéis, e acendei neles o fogo de vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra.

Oremos: Ó Deus, que iluminais os corações dos vossos fiéis com as luzes do Espírito Santo, concedei-nos que no mesmo Espírito saibamos o que é reto, e gozemos sempre de suas consolações. Por nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo. Amém

LEITURA: O que diz o Texto?

Proclamação da Palavra na Bíblia - Jo 10,1-10. (Observe as pessoas, palavras, relações, lugares).

 

MEDITAÇÃO:  O que o texto diz para mim, para nós hoje?

 

Eu sou a porta por onde as ovelhas passam. Todos os que vieram antes de mim são ladrões e bandidos, mas as ovelhas não deram atenção à voz deles. Eu sou a porta. Quem entrar por mim será salvo; poderá entrar e sair e achará comida. O ladrão só vem para roubar, matar e destruir; mas eu vim para que as ovelhas tenham vida, a vida completa.

Jesus é a porta que dá acesso às ovelhas. É preciso "passar" por Jesus para viver a verdadeira vida.

O texto fala de entrar e sair pela porta. Sugere liberdade, ausência de dominação ou escravidão.

A relação pessoal do pastor com cada ovelha,  Ele chama a cada uma pelo nome e elas conhecem a sua voz, ele a guia, elas o seguem e fogem dos estranhos. Ele oferece e preserva a vida das ovelhas.

 

ORAÇÃO: O que o texto nos leva a dizer a Deus?


Senhor, sinto -me demasiadamente distraída pela  comodidade interna, nem sempre caio na conta de que vivo fechada; não percebo o perigo fatal da asfixia existencial; não sinto as amarras da dependência ou os vícios que a vontade fragilizada já não consegue romper. 

Como seguidora de Jesus, habitando em casas construídas sobre a rocha do Evangelho, eu deveria me preocupar mais com as portas e janelas e menos com os espelhos. 

Outros rostos precisam descobrir: concretamente, rostos feridos, excluídos, carentes de proximidade e abraço.

Muitas vezes, as portas me protegem da diversidade, blindam minha individualidade e parecem itens indispensáveis à sobrevivência. Assim, serei prisioneira de minha estreita visão de mundo e farei de minha casa uma couraça que enclausura. 

 Melhor a viagem que me faz vulnerável do que a segurança que me rouba o horizonte. 
Melhor enfrentar o impacto do diferente e usufruir da liberdade do que inventar portas seguras que me fazem cativa e solitária.

 

CONTEMPLAÇÃO: Qual meu novo olhar a partir da Palavra?


Meu novo olhar é o mesmo de toda a Igreja: um olhar fraterno para todos os que sofrem e se alegram?


Na minha relação com Cristo, vivo esta experiência de liberdade? Busco a verdadeira vida em Jesus? E o mundo de hoje para onde vai? Passa por esta porta ou prefere desvios?

 

BÊNÇÃO:

Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.

Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.

Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.

Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém
(Nm 6, 24-27)



+ Leitura Orante


Instituto Nossa Senhora das Graças

Irmãs Gracianas

Por Maria tudo ao Salvador!

FAÇA SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Copyrights © MMXVI Irmãs Gracianas | Produzido e Hospedado por Actio Comunicação | Template by W3layouts | Acessar webmail