Home >> Artigos

Perdoar é um gesto de coragem

Irmã Flaviane Silva Oliveira, mnsg


23º DOMINGO DO TEMPO COMUM

ORAÇÃO INICIAL

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Invocação do Espírito Santo: Vinde, Espírito Santo! Enchei os corações dos Vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso amor. Enviai o Vosso Espírito, e tudo será criado. E renovareis a face da Terra. Deus, que instruístes os corações dos Vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, façam que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da Sua consolação. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém.

LEITURA

Ler e reler o texto de Mateus 18, 21 - 35.

O que o texto diz?

Naquele tempo, Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: "Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?"

Jesus respondeu: "Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete. Porque o Reino dos Céus é como um rei que resolveu acertar as contas com seus empregados. Quando começou o acerto, levaram-lhe um que lhe devia uma enorme fortuna. Como o empregado não tivesse com que pagar, o patrão mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher e os filhos e tudo o que possuía, para que pagasse a dívida. O empregado, porém, caiu aos pés do patrão e, prostrado, suplicava: `Dá-me um prazo, e eu te pagarei tudo!´  Diante disso, o patrão teve compaixão, soltou o empregado e perdoou-lhe a dívida. Ao sair dali aquele empregado encontrou um dos seus companheiros que lhe devia apenas cem moedas. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: `Paga o que me deves´.

O companheiro, caindo aos seus pés, suplicava: `Dá-me um prazo, e eu te pagarei!´ Mas o empregado não quis saber disso. Saiu e mandou jogá-lo na prisão, até que pagasse o que devia.   Vendo o que havia acontecido, os outros empregados ficaram muito tristes, procuraram o patrão e lhe contaram tudo.  Então o patrão mandou chamá-lo e lhe disse: `Empregado perverso, eu te perdoei toda a tua dívida, porque tu me suplicaste.  Não devias tu também ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?´

O patrão indignou-se e mandou entregar aquele empregado aos torturadores, até que pagasse toda a sua dívida.  É assim que o meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão".

MEDITAÇÃO

O que o texto me diz?

Traga o texto para sua vida. De que forma a Palavra de Deus está em sintonia com a realidade que você vive? É fácil perdoar quando alguém nos pede perdão? É fácil pedir perdão quando ofendemos alguém? Quais sentimentos a Palavra de Deus despertou em você? Permaneça alguns instantes em silêncio para compreender melhor a Palavra em sua vida.

No Evangelho do domingo passado, refletimos sobre a importância da correção fraterna em nossas famílias e na vida da comunidade Cristã. Dando continuidade, o Evangelho deste domingo é um convite a reflexão sobre a importância do perdão na vida diária. A correção fraterna só tem sentido se tivermos um coração capaz de perdoar as limitações alheias.  Se perdoamos de coração, também vamos receber o perdão, pois "com a mesma medida com que medirdes os outros vós também sereis medido".

O perdão de Deus não tem limite e deve ser um ato contínuo em nossa vida cristã. Deus perdoa sempre, nós as vezes, porém, se rezamos no Pai nosso, perdoai as nossas ofensas como nós perdoamos a quem nos ofendeu, devemos olhar pra nossa vida e vermos se de fato somos sinceros na oração do Pai nosso. Na parábola vemos a situação de violência e opressão que os mais fortes impõem aos mais fracos, entre nós não deve ser assim.

Em que momento senti o perdão de Deus na minha vida?

Em que momentos eu perdoei?

Em que momentos fui perdoado?

ORAÇÃO

O que o texto me faz dizer a Deus?

Senhor, dai me um coração capaz de reconhecer sua bondade para comigo, um coração capaz de perdoar a mim e a quem me ofendeu.

CONTEMPLAÇÃO

Qual o meu novo olhar a partir da palavra de Deus? Olhando pra vida, o que esta palavra suscita no coração?

BÊNÇÃO

-Que o  Deus nos abençoe e nos guarde. Amém!

-Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém!

-Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém!

-Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

 



+ Leitura Orante


Instituto Nossa Senhora das Graças

Irmãs Gracianas

Por Maria tudo ao Salvador!

FAÇA SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Copyrights © MMXVI Irmãs Gracianas | Produzido e Hospedado por Actio Comunicação | Template by W3layouts | Acessar webmail